A iniciativa adotada pela Igreja do Evangelho Quadrangular (IEQ) visou a segurança e a proteção de pessoas como a aposentada Anna de 92 anos, que fazem parte do chamado grupo de risco.