Levítico 6-13 diz: “E o fogo arderá continuamente sobre o altar e não se apagará”.

Nessa palavra, Moisés, usado por Deus, está orientando o povo como deveria proceder em relação ao sacrifício que tinha que ser levado e oferecido no altar. Destacam-se três palavras: Fogo, Altar e Sacrifício. Fogo é, nesse e em outros tantos textos na Bíblia, símbolo da presença de Deus. Costuma-se chamar de altar o local da Igreja em que pastores e levitas se reúnem na presença de Deus. Mas o altar do dia a dia, do nosso cotidiano é o nosso coração, é onde nós oferecemos e entregamos o melhor, o pior ou até o mais ou menos a Deus. Sacrifício é aquilo que a gente entrega, dá, oferece a Deus.

O povo tinha que oferecer o sacrifício no altar, mas não poderia se esquecer de colocar o fogo e que o fogo tinha que ser mantido aceso. Nós oferecemos muitas coisas a Deus: dízimos, ofertas, orações, jejuns, tempo, trabalho, esforço e muitas vezes até uma atitude procedente do altar do nosso coração. A gente faz de bom coração, por vontade própria e não porque alguém está obrigando.

No entanto, não é suficiente oferecer algo a Deus no altar e também não é suficiente que isso seja feito de bom coração, já que muitos têm virado as costas e se esquecido do fogo que tem que estar aceso. O fogo é a presença de Deus! De nada vale oferecer tantas coisas a Deus se você está longe e esquecido da importância da presença de Deus em sua vida. Quantas pessoas têm virado as costas para a presença de Deus? E aí, aquilo que é oferecido vira um jogo de barganha, de toma lá dá cá, mas não toca e não move o coração de Deus. Não porque você não está oferecendo ou não está fazendo de boa vontade, mas porque a presença de Deus já não mais é real na sua vida, na sua atitude.

Aqui Bíblia fala de sacrifício, de altar, mas o tema principal desse versículo é o fogo, porque a preocupação principal de Deus é que tudo que é feito não pode ser feito fora da presença d’Ele e não pode ser feito com o fogo apagado dentro de nós.

Esse fogo da presença de Deus tem que incendiar a sua vida e seu coração para que todas as dádivas, oferecimentos, sacrifícios, ofertas, atitudes que você fizer e tiver diante de Deus e para Ele tenham valor e sentido, para que você não corra o risco de viver fazendo, oferecendo e entregando coisas sem valor algum.

A palavra de Deus é enfática: O fogo arderá! É imperativo. Não é sugestão. É uma ordem! Continuamente não pode ser apagado e não se apagará!

Pr. Leandro Genaro