“Filho meu, não rejeites a correção do Senhor, nem te enojes da sua repreensão. Porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem”, (Provérbios 3:11 e 12).

A correção é uma questão muito melindrosa em nosso meio. Vivemos hoje num contexto em que as pessoas não aceitam muito bem a correção. Elas até se acham no direito de rejeitar e se rebelar contra suas autoridades, seja pai, patrão, pastor ou líder seja do que for, caso essa pessoa venha repreendê-las.  As pessoas hoje acham que liberdade significa fazer o que quiser sem que ninguém tenha o direito de dizer que algo está errado.

No entanto, a Palavra diz que nós devemos amar a repreensão, que nós devemos aceitar a repreensão. O tolo é aquele que se rebela ao ser repreendido. O sábio é aquele que se cala, aceita a repreensão, reflete acerca dela e muda a sua conduta.

A palavra de Deus aqui está dizendo que nosso Deus é como o Pai que corrige o filho. E Deus corrige o filho a quem ele ama. Então para nós a correção não deveria ser algo ruim, algo visto com maus olhos. Pelo contrário, ser corrigido por Deus significa ser amado por Deus. Então toda vez que Deus usar alguém para te corrigir, que ao invés de você ouvir aquelas palavras, ainda que sejam duras e difíceis de serem ouvidas, com o coração entristecido e com a alma machucada, que você possa ouvir naquelas palavras Deus dizendo: Eu te amo. Que a correção para você soe como a voz de Deus dizendo: “Meu filho, eu te amo, é por isso que eu estou te corrigindo. Meu filho, eu te amo e é por isso que eu não vou permitir que você continue numa direção errada. Meu filho, eu te amo e é por isso que eu quero e tenho o melhor para você”.

Aprenda a amar a correção e a recebê-la da parte de Deus como algo que vai trazer melhorias para a sua vida seja em que área for.

Pr. Leandro Geraldo